Casa de família ou residência estudantil

   Na hora de fazer o intercâmbio e fechar com a agência, uma das maiores dúvidas é escolher onde se hospedar. O tipo de acomodação é uma decisão muito importante, pois ela te faz sentir mais a vontade no país estrangeiro.

   As opções mais comuns são casa de família e residência estudantil. Não existe uma moradia melhor ou pior, cada opção tem sua característica positiva e negativa, a escolha vai depender do seu objetivo, quer mais liberdade? Conhecer mais a fundo a cultura do país? Mais mordomia?

   Fiz dois intercâmbios, onde fiquei um em cada tipo de acomodação. E para ajudar você na decisão falarei um sobre cada um e citarei os prós e contras.

  
Casa de Família.

   É uma escolha para quem quer se aprofundar ao máximo na cultura do país em que está fazendo o intercâmbio, você estará vivendo com uma família que tem seus costumes, seus hábitos e horários, isso pode te limitar um pouco. A localização costuma ser em bairros residenciais, mais afastada do centro. Por isso o transporte público da cidade é essencial para quem escolher essa opção. O preço no geral é mais barato e além disso a alimentação já está inclusa.

   Onde fiquei eles não pegavam no meu pé, me deram uma chave da casa e não se preocupavam com o horário que eu voltava, eu apenas tinha que mandar uma mensagem falando se ia jantar lá ou não. Mas tive amigas que a família era super controladora, ficava brava se chegavam tarde da balada e tinham que ficar acompanhando a família nos passeios. Vai depender da sua sorte.

   É uma ótima opção para famílias medrosas que não estão com coragem de deixar seus filhos irem. Além disso o estudante não precisa se preocupar com afazeres domésticos (compras no supermercado, cozinhar, limpar a casa e assim vai).

   Recomendo: para quem quer conhecer a cultura e aprender inglês mais rápido ou tem pouco tempo de curso (o meu era somente um mês).

   Atenção: verifique se a agência em que você está fechando o intercâmbio conhece a família que você está se hospedando, tem algumas que deixam como responsabilidade da escola e a chance de dar algo errado é grande (como por exemplo, sua família ser chata).

  
Residência Estudantil.

   Você precisa ter mais de 18 anos (geralmente). Há pessoa de todo o mundo que ficam hospedadas e por isso aprender inglês vai depender mais de você, já que provavelmente você vai encontrar outros brasileiros.

   A residência estudantil costuma se localizar perto da sua escola/faculdade, mas isso não é uma regra. Por ser parecido com um hotel, o preço é mais caro comparado com casa de família, podendo ter a opção de quarto conjunto ou individual, além disso a alimentação não está inclusa. Alguns possuem uma cozinha comunitária onde você pode comprar comida e fazer na própria residência, mas outros nem isso possui e a única opção é comer fora.

   Você vai ter total autonomia e a residência é uma opção mais agitada, já que costuma ter muita festa e esquenta para baladas (uhuul). É ótimo para fazer amigos e conhecer gente nova, e com certeza vão ter pessoas do mesmo curso que você hospedadas lá.

   Recomendo: Super recomendo para quem quer mais liberdade, conhecer pessoas do mundo todo e curtir ao máximo quando o assunto é festa.

   Atenção: por ser a opção mais escolhida aconselho fazer a reserva com antecedência, pois elas se esgotam super rápido.

Casa de família ou residência estudantil

Minha experiência.

   Valeu a pena ter ficado em casa de família uma vez, foi uma experiência maravilhosa e tive a sorte de ficar em uma casa normal e sem chatices de horário. Mas quando fiz eu amava ir em festas e baladas, então a residência estudantil era perfeita para a vida de curtição que eu queria. Sem dúvida para mim o ideal é a residência, vale a pena entender a sua necessidade.

Apaixonada por praia e Sol. Tentando aprender a surfar faz uns 3 anos. Sonha em viajar o mundo todo trabalhando com o blog.

  1. Livia 14/07/2015

    tem tbm a opção de alugar um ap etc, mas claro que é mais caro etc, tem que pesar mesmo oq vale mais a pena pra cada um XD

    http://www.tofucolorido.com.br

    • Ba Almeida respondeu Livia 24/07/2015

      A siiim, mas primeira vez assim, ou quando é mais novo, não é muito costume!
      E dependendo das pessoas e do apartamento pode até ser mais barato

  2. Manuela 14/07/2015

    Quando eu fiz intercâmbio (haja história pra contar) acabei alugando um apartamento com outra amiga. Foi ótimo, tivemos experiências e dificuldades que nos geraram grandes aprendizados, mas eu, particularmente, aconselharia quem está planejando esse tempo off, ficar na casa de famílias locais.

    Você aprende MUITO da cultura, o que é algo que dinheiro nenhum paga e viagem nenhuma substitui; você está imerso na língua 24/7, afinal o objetivo é aprender a nova língua; Você economiza DEMAIS, a família, por muitas vezes, acaba pagando algumas coisas básicas que, juntando tudo, é um dinheirinho que não se gasta!

    Quanto à residência estudantil… Bom, se você está numa residência estudantil, significa que você está matriculada em algum curso, logo, querendo ou não, você estará em contato com pessoas de sua idade e haverá festas, sim ou sim, e você participará, estando na residência ou não. É verdade que você terá mais chances de estar “incluído” se você estiver morando no local, mas você não viajou (apenas) pelas festas, então foco no objetivo para obter o resultado.

    Temos o resto da vida pra aprontar e viajar pelo mundo. 6 meses não irão te matar, acredite! hahahha

    =***
    Beijos,
    Mani Piñeiro

    • Ba Almeida respondeu Manuela 24/07/2015

      HAHAHAHAH siim, haja história, um texto gigante. Mas é sempre assim, quando começamos a falar do intercâmbio, não conseguimos falar pouco, porque é a melhor experiência que existe e acontece tanta, MAS TANTA COISA <3
      Acho que da para aprender nos dois, ai depende da sua vontade de entrar a fundo na cultura ou não. Eu fiz uma vez para conhecer, mas sem dúvida prefiro residência, acho o clima mais jovem demais hahahaha

  3. Tati Gallo 14/07/2015

    Precisa pensar muito mesmo… Minha prima foi parar na casa de uma família que estava fazendo a coitada trabalhar pesado na residência, o que não era o acordo. Deu maior rolo e minha tia precisou intervir. Mas acho que isso é um caso isolado! Essa experiência de intercâmbio é sempre válida e muito importante profissionalmente!
    Bjooos

    • Ba Almeida respondeu Tati Gallo 24/07/2015

      Mentiraaaaaaaaaaaaaaaaa, que horror!! Sim, é raro acontecer, pode ter família chata, ou a casa é muito longe. Mas família louca acho difícil ahahah

  4. Bruna Munhoz 14/07/2015

    Ótimo post pra quem está indo fazer intercâmbio! Bem esclarecedor! =D
    Beijinhos!
    http://www.vaidosaefeminina.com

  5. K A H 14/07/2015

    Primeiro: demais você já ter tido as duas experiências! Acho que os dois tipos são ótimos, mas pra um primeiro intercambio eu optaria por casa de família. Tenho muito isso de querer conhecer mais a fundo a cultura local, deve ser incrível realmente ficar imersa com os costumes do lugar <3

    coffee, rock & beer

    • Ba Almeida respondeu K A H 24/07/2015

      A siim, se você quer conhecer a cultura, sem dúvida vale mais a pena a casa de família! E é ótimo, eu amei minha família, eles eram um amor comigo

  6. Joice 14/07/2015

    Estou em fazer intercâmbio, e estou dividida entre casa de família ou residência estudantil, ambos tem lados positivos e negativos. Mas acho que acabarei optando por residência estudantil, pelo fato de ser mais perto das escolas e ter mais liberdade. Amei o post, era o que eu precisava <3

    Beijos
    http://intoxicadosporlivros.blogspot.com.br/

    • Ba Almeida respondeu Joice 24/07/2015

      Espero que ajudeee mesmo, se tiver qualquer dúvida, podemos conversar por face 😉

  7. Fernanda 14/07/2015

    Eu não tenho dinheiro para intercâmbio, então vou fazer na gambiarra mesmo, ir pra casa de uma amiga que mora no EUA, arranjar um trampo sem registro e fazer curso de inglês com os vizinhos, bem mais barato kkkkkk

    http://www.raposalaranja.com.br

    • Ba Almeida respondeu Fernanda 24/07/2015

      A poo, mas ai é demais tambéeem!
      Outra auternativa é aupaaair!

  8. Erika 14/07/2015

    Gostei demais que você compartilhou sua experiência aqui com seus leitores.Acho super legal quem fazer intercâmbio(não sei se tenho tanta coragem assim,mas quem sabe um dia rsrs)
    Adorei demais as dicas <3
    Beijos
    http://nadadecontodefadas.blogspot.com.br/

    • Ba Almeida respondeu Erika 24/07/2015

      Intercâmbio é uma experiência MARAVILHOSA

  9. mary micucci 14/07/2015

    Muito bom esse post. Quando eu fiz intercâmbio acabei alugando uma casa com as amigas, saiu mais em conta do que residência da faculdade na época.

    http://marymicucci.com

    • Ba Almeida respondeu mary micucci 24/07/2015

      Siiim, alugar uma casa as vezes vale muito a pena!

  10. Bia Martins 14/07/2015

    Muito boa sua explicação, Bárbara! Se fosse também ia preferir ficar em residência estudantil, acho que família só tenho uma e não me sinto a vontade convivendo tão perto com desconhecidos. Agora já to velha mesmo e acho que nem daria pra fazer esse ahaha.

    beijo
    http://www.belatriz.info

    • Ba Almeida respondeu Bia Martins 24/07/2015

      HAHAH sim, minhas amigas pegaram umas loucas que eu teria adorado, mas a minha foi um amooor!

  11. Natz Sodré 15/07/2015

    Que bacana as dicas Bah! Você explicou super bem, se eu fosse escolher fazer intercâmbio eu escolheria ficar em residência, não sou baladeira não, mas não suporto gente me controlando e controlando os meus horários, gosto da minha liberdade, de me virar, sem depender de ninguém.. Você teve sorte que não pegou uma família chata, tenho amigas que passaram por isso.. Que não podiam nem pegar uma água na cozinha sem pedir, não tinham liberdade nenhuma.. Beijokas!

    • Ba Almeida respondeu Natz Sodré 24/07/2015

      Siimm eu também, minha família era muito liberal. Mas querendo ou não eu estava na casa deles, é diferente. Na residência fazia o que quiser!!! E da medo de pegar uma família chata

  12. Pâmela Lepletier 15/07/2015

    Achei as dicas ótimas, acho que a casa de família se torna mais confortável pela cultura mesmo e a convivência com a língua e a residência é como você falou liberdade, flexível. Eu conheço gente que foi para casa de família e se arrependeu porque lá tinha horários, não sei quantas orações no café, no almoço. É tão estranho né? Eu já tive vontade de fazer intercâmbio, mas no momento que eu quis eu estava sem dinheiro e hoje em dia acabei desistindo. rs
    Beijos!

    Blog Pam Lepletier

    • Ba Almeida respondeu Pâmela Lepletier 24/07/2015

      Siiim, tudo depende muito da sorte, eu peguei uma família demaissss, super bacana. Mas acho que não arriscaria mais não hahahaha
      Se tiver oportunidade faz sim fofa, é maravilhosoo

  13. Tuany Bittencourt 19/08/2015

    Nossa, você não tem noção do quanto esse post me ajudou, pra falar a verdade não só esse, mas todos na categoria “intercambio”.Tenho muitas dúvidas em relação a isso, muitos medos (assim como minha familia) e seus posts me ajudaram muito, e até me encorajaram e me deixaram mais animada para estudar em outro pais, então muito obrigada!
    http://myyellowheartt.blogspot.com.br/

    • Ba Almeida respondeu Tuany Bittencourt 01/09/2015

      Fico feliz que o post tenha ajudado. Minha família tinha muito medo, imaginavam o pior de tudo, queriam ir na agência mais cara porque uma amiga já tinha recomendado. Agora eles estão mais de boa em relação a essas coisas hahah